É possível despoluir a água com o bagaço da cana?

É possível despoluir a água com o bagaço da cana?

É possível despoluir a água com o bagaço da cana?

Que a cana pode ser transformada em combustível ou em açúcar, muitas pessoas já sabem. Agora, o que nem todo mundo imagina é que essa mesma matéria-prima seja capaz de despoluir a água. De acordo com o engenheiro ambiental Antonio Iris Mazza, o bagaço da cana-de-açúcar age como carvão ativado, eliminando os resíduos da água.

Por mais que essa descoberta represente um avanço em questões relacionadas ao saneamento ambiental e aos demais tratamentos da água poluída, há quem ainda não acredite que seja possível despoluir a água utilizando bagaço de cana-de-açúcar. Se você também não está muito certo sobre a eficiência do material, confira as informações que nós, da Ética Ambiental, selecionamos para esclarecer as suas dúvidas.

Entenda como despoluir a água.

O que está sendo estudado?

Em uma pesquisa feita pelo Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), em parceria com Centro Nacional de Pesquisas em Energias e Materiais (CNPEM), cientistas produziram carvão ativado a partir do bagaço da cana. Lembrando que esse tipo de carvão é o mesmo empregado em filtros de água e de ar. Agindo da mesma forma que o carvão tradicional, o carvão ativado é até 20% mais barato que a opção convencional.

Quem também investe na pesquisa com o bagaço da cana-de-açúcar é o engenheiro ambiental Antonio Iris Mazza. Na fase atual de estudo, o pesquisador avalia o potencial do bagaço de despoluir a água, tornando-a cristalina. Segundo Antônio, o bagaço faz com que a água receba raios ultravioletas e oxigenação. O engenheiro também destaca que, com a água cristalina, torna-se mais fácil identificar o foco da poluição.

Como o bagaço da cana é produzido?

Inicialmente, queima-se o bagaço da cana-de-açúcar por completo. Em seguida, já como carvão ativado, o material é misturado com reagentes químicos e direcionado ao tratamento térmico. Esse processo faz com que pequenos poros surjam no carvão. São esses orifícios que irão reter poluentes presentes na água e no ar.

Vale a pena usar carvão feito a partir do bagaço da cana?

No Brasil, o carvão ativado é empregado em grandes volumes para despoluir a água. O problema é que esse material é totalmente importado. O que causa uma dependência do mercado estrangeiro. O pesquisador do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) Mathias Strauss, expõe essa informação e ainda ressalta que o carvão aqui produzido pode ser até 20% mais barato que o importado.

Reforçando o ponto de vista de Mathias, os pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisas em Energias e Materiais (CNPEM), ressaltam os benefícios trazidos pelo carvão ativado, feito a partir do bagaço da cana, e destacam que esse material deverá estar no mercado em até 10 anos.

Como podemos ver, a utilização do bagaço da cana-de-açúcar para despoluir a água acaba oferecendo algumas vantagens em relação aos métodos tradicionais de despoluição. É importante ressaltar que esse material ainda está sendo estudado no Brasil. No entanto, não podemos desconsiderar o quanto seria positivo aproveitar o resíduo da cana para não precisar importar carvão ativado.

Embora o uso da cana-de-açúcar seja uma solução interessante de despoluição, não podemos deixar de lado os métodos convencionais para o tratamento da água. Com o saneamento ambiental que nós, da Ética Ambiental, oferecemos, inúmeras doenças provocadas pela água poluída são evitadas, refletindo na qualidade de vida da população. Entre em contato conosco e conheça mais sobre outros serviços ambientais que disponibilizamos ao público.

Saiba mais:
consultoria ambiental
consultoria ambiental RJ
gestão ambiental nas empresas

Agência Digital no RJ Ética Ambiental © Todos os direitos reservados.