Entenda o que é Inventário Florestal e suas classificações

Entenda o que é Inventário Florestal e suas classificações

Entenda o que é Inventário Florestal e suas classificações

O gerenciamento de recursos naturais é de extrema importância no ramo corporativo. Por isso, ferramentas como o inventário florestal são essenciais para administrar recursos, especialmente, florestais. Por meio dele se obtém características quantitativas e qualitativas da floresta e de outras áreas derivadas.
Por exemplo, agricultores que possuem em sua propriedade áreas florestais podem realizar a extração sustentável de madeira, mas, para isso, são necessários documentos e avaliações para dar início ao processo de autorização da atividade.
Neste artigo, a Ética Ambiental te explica sobre o inventário florestal e sua importância. Confira!

Entenda mais sobre o Inventário Florestal

Segundo Soares et al. (2006), o procedimento pode fornecer inúmeras informações, entre elas:
• estimativa de área;
• descrição da topografia;
• mapeamento da propriedade;
• descrição de acessos;
• facilidade de transporte da madeira;
• estimativa da quantidade e qualidade de diferentes recursos florestais;
• estimativa de crescimento (caso o inventário seja realizado mais de uma vez).

Classificações de inventário florestal

Custo dos Inventários Florestais

A determinação de tais custos é de extrema importância, pois eles influenciam todo o desenvolvimento do trabalho. Para obter tal controle, é aconselhável determinar o custo por atividade ou grupos, relacionando os mesmos com a mão de obra, o material, equipamentos e afins.

Tipos de Inventário Florestal

Existem diversas categorias de inventários florestais, que são de acordo com a abrangência, forma de obtenção de dados, grau de detalhamento, entre outros.

Quanto à abrangência, os inventários podem ser

  • Nacional
    Cobrem os países inteiros para a definição de políticas florestais, administração florestal nacional e elaboração de planejamentos de desenvolvimento e uso dos recursos naturais.
  • Regional
    Aplicado em grandes áreas para o embasamento de planos estratégicos, adoção de medidas que visem a conservação de espécies, entre outros.
  • De área restrita
    São os mais comuns e constituem a maioria dos inventários florestais. Geralmente visam determinar o potencial florestal para utilização ou elaboração de planos de manejo.

Quanto à obtenção de dados classificam-se em

  • Enumeração total ou censo
    Nesse tipo de inventário, todos os indivíduos da população são observados e medidos, obtendo valores reais. É usado, geralmente, em populações pequenas, de grande influência econômica ou em trabalhos de pesquisa que requerem resultados exatos, devido ao alto custo e tempo que demanda.
  • Amostragem
    São a grande maioria dos inventários florestais. Observa-se, nesse tipo, apenas parte da população e obtém-se uma estimativa dos seus parâmetros, que trás consigo um erro de amostragem. É utilizada, geralmente, em grandes populações, principalmente quando os resultados são necessários rapidamente e requerem menos tempo, pelo menor custo e precisão desejada.
  • Tabela de produção
    É a base do manejo florestal, pois expressa o comportamento de uma determinada espécie a longo prazo, em um determinado sítio, submetida a um regime de manejo definido, desde a implantação até o final da rotação. Neste método são apresentadas estimativas de parâmetros dendrométricos das árvores e do povoamento de uma espécie, por sítio e idade, para um certo tipo de manejo. Assim, podemos avaliar uma floresta por meio de idade, espécie e sítio, com informações da tabela.

Quanto ao detalhamento, dividem-se em

  • Reconhecimento
    Fornecem informações gerais que permitem identificar e delimitar áreas de potencial madeireiro, detectar áreas que sejam passíveis de uso indireto (recreação, lazer), entre outros.
  • Exploratório
    Aplicado geralmente em grandes áreas, em níveis de estado ou país. Os principais objetivos dos inventários exploratórios são: avaliar a cobertura florestal de determinada região, sua localização, extensão e caracterizar os tipos florestais existentes.
    Tem como principais características a mensuração de todos os indivíduos existentes na área demarcada e os cuidados principais relacionados com os erros de medição.
  • Semi detalhe
    É realizado com base nos resultados do inventário florestal de reconhecimento. Tem como principais características: fornecer estimativas mais precisas relacionadas aos parâmetros da população florestal; ter escala compatível com o nível de informações que se deseja obter (normalmente entre 1:50000 e 1:100000); permitir a definição de áreas para exploração florestal por meio de talhões de tamanhos variáveis, normalmente entre 10 e 100 ha.

A Ética Ambiental possui profissionais capacitados para realizar estudos, projetos e serviços ambientais para a sua construção. Somos uma empresa de consultoria ambiental e soluções sustentáveis que tem como objetivo ajudar você a tornar seus empreendimentos mais sustentáveis. Entre em contato conosco e conheça mais sobre nossos métodos de consultoria ambiental !

Links úteis:
consultoria ambiental rj
empresa consultoria ambiental
consultoria ambiental rio de janeiro

Agência Digital no RJ Ética Ambiental © Todos os direitos reservados.