Reciclagem de papel: como é feita na indústria?

Reciclagem de papel: como é feita na indústria?

Reciclagem de papel: como é feita na indústria?

O Panorama dos Resíduos sólidos no Brasil em 2016 apresentou que o país vivia uma situação em que 3.326 municípios destinavam seus resíduos sólidos a locais impróprios. Na época, esse dado era equivalente a 59,7%. A celulose, em 2017, matéria prima do papel, extraída de árvores, teve aumento de 3,8% e alcançou o volume de 19,5 toneladas. Nesse contexto, vê-se a necessidade da reciclagem de papel. Neste artigo, entenda os processos pelos quais o papel passa até retornar a você.

Processos iniciais da reciclagem de papel

Coleta seletiva

O primeiro passo na reciclagem de papel é a separação correta. Essa, por sua vez, evita a contaminação. Nessa perspectiva, a coleta realizada em supermercados, gráficas e instituições ligadas ao setor papeleiro torna-se mais eficaz do que a voluntária levando em conta a diminuição dos riscos de contaminação do produto.

Triagem

A triagem consiste no momento em que é feita uma seleção. Ela ocorre em três etapas. Na primeira, materiais perigosos, como vidros e metais, são separados. Já na segunda, são separados resíduos que vêm junto ao papel, como clipes, grampos, elásticos. Na terceira, é feita a separação de materiais impróprios, a exemplo de papéis encerados, parafinados ou sulfurizados. A triagem precede a formação de lotes, o que a torna uma das etapas mais importantes na reciclagem de papel.

Trituração

É a etapa da reciclagem de papel em que lotes de papel, jornais, revistas e aparas são fragmentadas. Ao final desse processo, o papel bom será enfardado e será autorizada a venda para indústrias de reciclagem. Elas farão a transformação desses fragmentos em um novo papel apto para a utilização.

Etapas do processo industrial da reciclagem de papel

Desagregação

A desagregação é o primeiro passo da reciclagem de papel. Momento em que o papel velho é misturado com água, a fim de fazer com que as ligações entre as fibras existentes fiquem mais fracas.

Depuração

A depuração é o estágio em que é feita a primeira purificação do produto. O objetivo é eliminar ao máximo os componentes contaminantes. Uma analogia que pode ser feita para exemplificar essa etapa da reciclagem de papel é a de uma peneira.

Dispersão

O item é colocado na presença de altas temperaturas, que vão de 50ºC até 125ºC, com a finalidade de dissolver os contaminantes. Depois de passarem por essa etapa ficam espalhados. A dispersão é a segunda etapa de purificação na reciclagem de papel.

Destintagem

A palavra destintagem é estritamente relacionada à função que desempenha no processo. O prefixo ‘’des’’, na língua portuguesa, tem o mesmo valor de “separação” ou “ação contrária”. Isso é, o que ocorre nesse momento da reciclagem de papel é a separação das cores que são encontradas na superfície do mesmo. Uma vez que são distinguidas, é procedida a remoção dessas.

Branqueamento

Em muitos elementos, apenas a destintagem é suficiente para fazê-los atingir o tom ideal. No entanto, em outros, que precisam garantir alta qualidade final, é necessário o uso de alvejantes para o branqueamento. No processo de reciclagem de papel, essa etapa faz com que o material seja refinado.

Gostou das curiosidades sobre reciclagem de papel? A Ética Ambiental é uma empresa de consultoria ambiental que se destaca entre as empresas que trabalham com sustentabilidade. Disponibilizamos os serviços de gestão ambiental empresarial, geologia ambiental e mais. Entre em contato conosco!

Agência Digital no RJ Ética Ambiental © Todos os direitos reservados.
Fechar
× Solicite o seu orçamento