Conheça os tipos de resíduos sólidos gerados por empresas

Conheça os tipos de resíduos sólidos gerados por empresas

Conheça os tipos de resíduos sólidos gerados por empresas

Segundo pesquisa feita pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 70% das empresas realizam coleta seletiva de lixo e 65% fazem gerenciamento adequado de remanescentes tóxicos. Hoje, indústrias de diferentes segmentos produzem diversos tipos de resíduos em seu processo de fabricação. Por isso, é fundamental que as organizações conheçam a classificação dos dejetos para elaborarem um gerenciamento adequado para cada classe.

Resíduos são todos os restos de produtos sólidos e líquidos que não foram aproveitados durante as atividades industriais e, consequentemente, são descartados. Cada classe de resíduo possui um tratamento específico, com métodos e equipamentos que sejam adequados à sua composição. Neste artigo da Ética Ambiental, conheça as classes de resíduos industriais e como fazer a gestão certa de cada um. Confira!

Tipos de resíduos industriais mais comuns

Os tipos de resíduos são estabelecidos pela NBR 10004/04 da ABNT, que consiste em caracterizar os elementos por aspectos físico-químicos, biológicos, quantitativos e/ou qualitativos. Matérias-primas, insumos e os processos que lhe deram origem também são avaliados para fazer categorização. Além disso, os riscos ao meio ambiente e à saúde pública são verificados para que seja feito um gerenciamento de resíduos ecologicamente correto.

As organizações que classificam seus resíduos possuem alta rentabilidade, pois identificam efluentes industriais que podem ser reciclados, reutilizados e revendidos. Portanto, fique atento à classificação abaixo para realizar ações sustentáveis na sua empresa e promover o descarte adequado.

Classe I – Resíduos Perigosos

 

Tipos de resíduos perigosos

São aqueles que apresentam riscos à saúde pública e ao meio ambiente por conta de suas propriedades físicas, químicas ou infectocontagiosas. Eles não podem ser reaproveitados por conta de sua intensa contaminação e, em muitos casos, podem transmitir doenças e infecções.

Suas principais características são:
● periculosidade;
● corrosividade;
● inflamabilidade;
● reatividade;
● toxicidade;
● patogenicidade.

As propriedades desses tipos de resíduos exigem um tratamento específico, que deve ser realizado por centros especializados que trabalham com sustentabilidade. Alguns exemplos de resíduos Classe I são: lâmpadas fluorescentes (que possuem mercúrio), óleos lubrificantes, graxas e produtos químicos.

Classe II – Resíduos Não Perigosos

São os tipos de resíduos que não apresentam periculosidade, ou seja, riscos à saúde pública e ao meio ambiente. Além disso, não apresentam características presentes nos resíduos tipo Classe I. Os resíduos não perigosos são subdivididos em dois grupos: inertes e não inertes.

Resíduos Classe II A – Não Inertes: são popularmente conhecidos como lixo orgânico. Eles possuem propriedades como biodegradabilidade, combustibilidade e solubilidade em água. Podem ser reciclados ou dispostos em aterros sanitários, de acordo com a capacidade de cada elemento. Exemplos de resíduos não inertes: restos de madeira, fibras de vidro, restos de alimentos, materiais têxteis, equipamentos que não estejam contaminados, gesso, entre outros.

Tipos de resíduos Classe II A

Resíduos Classe II B – Inertes: são aqueles que não se decompõem ou se degradam lentamente no meio ambiente, além de não sofrerem reações físicas ou químicas. Normalmente, os resíduos inertes são recicláveis e não contaminam o solo ou a água. Exemplos de resíduos inertes: pedras, entulhos, areia, isopor, borrachas, sucata de ferro e de aço.

Tipos de Resíduos Classe II B

Como fazer a gestão correta de cada tipo de resíduo

O tratamento dos resíduos depende do tipo de matéria. Porém, geralmente, envolve a neutralização de elementos químicos poluentes. Inclusive, há separação de gordura e óleo por meio de filtragens e tanques de areia, além de estabilização e solidificação. Os resíduos também podem ser incinerados, reciclados ou dispostos em aterros industriais específicos para cada tipo de classe.

O descarte de todos os tipos de resíduos sólidos industriais deve ser realizado por uma empresa especializada nessa atividade. Somente profissionais capacitados podem manusear elementos perigosos e não perigosos, já que apresentam grandes riscos para o ser humano.

Se você deseja fazer o gerenciamento de resíduos sólidos da sua empresa, conte com a Ética Ambiental! Prestamos consultoria ambiental para organizações de diversos setores, além de tratamentos de resíduos urbanos e industriais, efluentes líquidos e reúso de água. Entre em contato conosco e saiba como poderemos realizar uma gestão ambiental de qualidade para você!

Agência Digital no RJ Ética Ambiental © Todos os direitos reservados.