Poluição industrial: conceito, causas e solução

Poluição industrial: conceito, causas e solução

Poluição industrial: conceito, causas e solução

Em 14 de agosto é comemorado o Dia do Controle da Poluição Industrial. A data tem como objetivo propor uma reflexão sobre os efeitos negativos ao meio ambiente decorrente da atividade de indústrias e fábricas. É muito importante que o conceito esteja sempre em pauta e, por isso, nada mais justo do que abordá-lo no mês da sua celebração. Continue lendo este artigo da Ética Ambiental para entender tudo sobre o assunto!

O que é poluição industrial?

Chaminé de indústrias expelindo fumaça que causa a poluição industrial

A poluição industrial consiste em qualquer forma de poluição que tenha sua fonte imediata de atividades realizadas por indústrias. Nesse contexto, engloba todos os resíduos poluentes presentes no ar que tornam-se nocivos à saúde humana, à fauna e à flora.
Em geral, o principal agente responsável pela poluição industrial é a queima de combustíveis que libera gases tóxicos na atmosfera. A exemplo, temos o metano e cádmio, dois gases extremamente tóxicos que, se não forem devidamente tratados, acumulam-se em organismos vivos. Ademais, podemos citar a contaminação dos corpos hídricos com o lançamento de compostos químicos orgânicos e inorgânicos nos seus canais. A poluição do solo com uso de pesticidas também é um dos efeitos prejudiciais.
As principais consequências da poluição industrial são o efeito estufa, elevação da temperatura do planeta, secas, enchentes, furacões e outros desastres ambientais.

Causas do problema

A falta de políticas de controle, uso de tecnologias obsoletas e lixiviação dos recursos estão entre as principais causas da poluição industrial. Na imagem é possível ver a fumaça negra saindo de uma fabrica.

Falta de políticas de controle

A má aplicação de leis para controlar a poluição é uma das grandes causas do problema. Em geral, a falta de políticas eficazes das entidades responsáveis por fiscalizar as atividades industriais também carece de rigidez. Por isso, muitas indústrias negligenciam as normas ambientais e geram poluição em larga escala.

Uso de tecnologias obsoletas

Em geral, as tecnologias utilizadas para tratar os efluentes dentro das indústrias são antigas e produzem grande quantidade de resíduos. Além disso, também gera elevado consumo de energético e água. Muitas vezes, não há sequer um sistema de tratamento adequado para valorizar os resíduos e evitar a poluição industrial.

Lixiviação dos recursos

A extração de minerais debaixo do solo pode acarretar em um depósito indevido de resíduos poluentes no superfície. Também conhecida como lixiviação, a prática é fonte de poluição do solo e dos lençóis freáticos.

Soluções viáveis

Na imagem é possível ver um funcionário observando a empresa e pensando nas soluções viáveis para a poluição industrial

As medidas cabíveis para combater a poluição industrial baseiam-se no estudo profundo de práticas sustentáveis para adotar nas indústrias. O gestor deve priorizar a elaboração de planos para tratar questões ambientais, como tratamento dos efluentes líquidos e utilização de tecnologias menos poluentes.
O governo também deve reforçar a fiscalização das atividades industriais em todos os setores. As relações entre empresas e ONGs ambientais são fundamentais para que a discussão do problema seja recorrente no mundo empresarial.

A Ética Ambiental pode ajudar a sua empresa a criar projetos para tratamento de resíduos sólidos industriais. Prestamos consultoria ambiental para organizações de pequeno, médio e grande porte em todo o Brasil. Nossos serviços incluem gestão ambiental e sustentabilidade  com tecnologias e equipamentos diferenciados para evitar a poluição industrial. Entre em contato e conheça os benefícios de ser nosso cliente!

Agência Digital no RJ Ética Ambiental © Todos os direitos reservados.